A arquitetura comercial é um ramo que desenvolve, projeta e executa espaços de trabalho. E aqui nos referimos a lojas, quiosques, bares, restaurantes, shoppings e todo tipo de espaços comerciais.

É um nicho que cresce sem precedentes com um motivo bem claro: empresários e comerciantes estão compreendendo que a arquitetura é uma forte aliada para aumentar resultados (e vendas).

Já ficou no passado o conceito que arquitetura comercial se resume (apenas) em criar um espaço arrumado e agradável para os clientes e colaboradores. O consumidor está muito mais exigente, não quer só comprar, mas busca uma experiência de consumo e isso inclui conhecer melhor a marca, interagir com os produtos e o ambiente.

Dá pra dizer que este é o conceito mais atual de arquitetura comercial:oferecer uma experiência ao consumidor.

E já está sendo praticado em todos os ramos, desde pequenos comércios, grandes franquias do varejo, supermercados, farmácias, casas noturnas até consultórios médicos e escolas.

A missão de projetos comerciais é atrair e manter consumidores interessados desde o primeiro contato com uma marca. E essa relação com o cliente deve se estreitar durante todo o processo de compra.

Independente se você tem uma pequena empresa ou uma grande corporação é hora de repensar como está apresentando o seu negócio, marca, valores e produtos aos clientes e, principalmente, potenciais consumidores.

Multinacionais e grandes empresas, como o LinkedIn, valorizam projetos de arquitetura comercial. O estilo arquitetônico e o jogo de atração começam pela fachada do ambiente e podem ser percebidos em todas as áreas da empresa.

Mas empresas de pequeno e médio portes também devem e podem investir em um projeto com esse objetivo.

O projeto arquitetônico está ligado à estratégia estabelecida e aos resultados buscados pelo estabelecimento comercial. No Brasil, é normal optar por soluções mais econômicas, deixando de explorar ao máximo o potencial do imóvel.
Flávio Radamarker, arquiteto sócio-diretor da Arquitetar – Arquitetura de Varejo

Os benefícios dos conceitos de design vão desde mais resultados para a equipe de trabalho, que trabalha mais motivada e, certamente, produz mais, além de influenciar o comportamento do consumidor, o posicionamento da marca e os resultados no fim do mês.

Pode parecer algo distante para você, mas elaborar ou reformular a arquitetura de lojas é um investimento que vale a pena. O retorno pode ser gradativo, mas é garantido.

Dicas extras para quem quer investir em um projeto de arquitetura comercial

  • Antes de mais nada procure arquitetos(as) ou escritórios de arquitetura especializados em projetos corporativos.
  • Contratar um profissional experiente acelera o processo, pois já conhece normas e leis que orientam projetos da área comercial.
  • Busque um arquiteto que tenha conhecimento em outras áreas, como por exemplo marketing. Isso vai garantir um plus ao projeto!
  • Pesquise e escolha com cuidado as empresas que vão executar seu projeto. O que foi projetado no papel precisa ser realizado por quem entende do assunto.

No vídeo a seguir os profissionais da Quadrilha Arquitetura e Design contam como criaram um conceito e posicionamento em arquitetura comercial para a rede de lojas Patchwork.

Deu pra entender que um projeto de arquitetura comercial bem elaborado destaca a sua loja, atrai gente, gera vendas e surpreende!

E que tal falarmos sobre como isso pode impactar aí na sua empresa?

Clique aqui e vamos começar agora mesmo.

O que você achou desse conteúdo?

Ganhe uma avaliação gratuita da sua empresa e descubra como aumentar as vendas. Começar agora

Deixe seu comentário para a gente